terça-feira, 18 de novembro de 2014

As Minhas Castanhas Assadas São Tão Quentinhas e Tão Boas!



Castanhas+Assadas

Castanhas+Assadas
 Castanhas+Assadas

Eu sei, eu sei que o dia de São Martinho já passou, mas cá por casa continuamos a saborear esta maravilhosa iguaria sem que haja qualquer sinal de saturação! Que hei-de eu fazer?

De grande versatilidade, pode-se comer cozida, assada, em puré, na sopa, como acompanhamento de carne assada ou em doce. Antes da chegada da batata à Europa e à sua difusão generalizada, ocorrida no séc. XVII, a castanha servia de base à alimentação.
O dia de São Martinho está historicamente associado à prova do vinho novo. A água-pé é obtida a partir da água adicionada ao bagaço da uva, donde se retira o resto do mosto que aí se mantém. Pode ser consumida em plena fermentação ou adicionando-lhe um pouco de álcool.

Castanhas+Assadas

Confesso que as castanhas assadas fazem as minhas delícias quer sejam assadas no carvão pelos típicos vendedores que perfumam as ruas com o seu aroma, quer sejam assadas em casa no forno elétrico, num assador de barro, de metal ou nas brasas da lareira. Acompanhadas com um cálice de jeropiga, água-pé (cada vez mais difícil, de encontrar), moscatel ou outro vinho, a gosto, sabem mesmo bem!

Vinho+Tinto+Doce+da+Quinta+do+PôpaQuerem saber qual é o meu preferido? É o Vinho Tinto Doce da Quinta do Pôpa! Acompanha muito bem castanhas, queijos amanteigados e é excelente consumido à refeição por quem diz não ser apreciador de vinho. Após experimentar este, segue-se inevitavelmente toda uma viagem de exploração ao mundo da arte de apreciar vinhos.

Bem, vamos agora olhar para as castanhas que vos apresento nestas fotos.
O processo que utilizei para as assar  não tem qualquer segredo, é o que toda a gente conhece. Fiz um corte em cada uma delas, coloquei-as na chapa dos grelhados, com a chama não muito alta, e deitei-lhes um pouco de sal. Contrariamente ao habitual, preferi utilizar sal de mesa que deitei na zona dos cortes à medida que estes iam abrindo um pouco mais, apenas porque me pareceu que seria mais fácil de colocar. Com o auxílio duma pinça fui-lhes dando a volta com regularidade para não as deixar queimar e cerca de 15 minutos depois estavam macias, prontas para comer, com o aspeto que aqui se vê.
Ficaram tão boas que não resisti à tentação de partilhar o momento convosco.
Espero ter aguçado muito o vosso apetite!



Castanhas+Assadas

Tempo de preparação: 20 minutos; Dificuldade:*; Vegetariano: Sim; Apto para crianças: Sim; Ingrediente principal: Castanha; N.º de porções: Não aplicável; Prato: Petisco

5 comentários:

  1. Este ano só comi uma vez , congelei algumas para usar em assados
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Bom dia querida, que delicia. e como gosto de castanhas assadas, são mesmo uma verdadeira perdição, pena que por aqui só se encontra as danadinhas nessa época de final de ano. As suas parecem macias e muito saborosas. Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá amiga :)

    Olhando para as tuas castanhas, já fiquei com imenso apetite porque se apresentam tão belas aí nas fotos !
    Ah ! Marota, só porque estamos longe e não podemos roubar, senão havias de ver ! :) :)
    Por acaso achei o teu método de as assar curioso, não costumo fazer dessa forma.
    O que faço é dar-lhes o tal golpe, deixá-las dentro de água umas horas para incharem, colocá-las depois num tabuleiro do forno com muito sal e deixá-las assar uns 20/30 minutos.
    Mas hei-de experimentar como ensinas, também me parece muito bem !
    E olha, com esta chuva intensa que aqui cai, que bem me saberiam algumas com esse acompanhante tão distinto que, apesar de não conhecer, parece delicioso... se tu recomendas esse vinho, não há porque duvidar !

    Beijinhos minha linda ! :)

    ResponderEliminar
  4. Nããão, castanhas não, este ano ainda não comi e tem sido uma tortura ler os blogs! hahaha
    Parecem muito boas :)

    ResponderEliminar


Obrigada pela visita e por deixar o seu comentário!